O que você precisa saber sobre controle financeiro da sua clínica ou consultório?

O que você precisa saber sobre controle financeiro da sua clínica ou consultório?

O controle financeiro para clínicas e consultórios odontológicos é uma das tarefas mais importantes para o gestor, exigindo conhecimento por parte do empresário para que o negócio possa ter lucratividade suficiente para os pagamentos de todas as contas e novos investimentos.

 

Engana-se quem pensa que para o controle financeiro basta conferir apenas o saldo de caixa, constatando que o negócio está oferecendo resultados. Seja um pequeno consultório ou uma grande clínica odontológica de grande porte, o movimento financeiro é de suma importância para garantir a boa gestão da empresa.

O proprietário de uma clínica ou consultório odontológico deve, antes de tudo, saber o que fazer, ou seja, buscar conhecimento sobre controle financeiro para seu negócio. Normalmente, o dentista que pretende abrir sua própria clínica se preocupa com o aspecto relacionado ao atendimento, deixando de lado a administração.3

Contudo, é necessário buscar o conhecimento para manter o controle financeiro e uma boa gestão de forma correta, trabalhando com segurança e garantias que a empresa possa se desenvolver.

Nós do Blog do Dental Office apresentamos algumas das principais recomendações para o correto controle financeiro de uma clínica ou consultório odontológico:

 

1. Separe as contas pessoais das contas da clínica ou consultório

Um dos erros mais comuns num consultório ou clínica, onde o gestor é o principal profissional, pe misturar as contas pessoais com as contas do negócio. O ponto essencial é entender que a empresa é uma coisa e o empresário é outra. É preciso possuir suas contas pessoais e mantê-las de forma independente.

Uma boa estratégia para manter o controle financeiro é estabelecer um valor de retirada, que seja suficiente para pagar as contas pessoais, colocando essa retirada como uma despesa para a empresa, podendo ser denominado Pró Labore.

A ideia é ser a pessoa física resolvendo suas contas e o empresário mantendo o controle financeiro da empresa.

 

2. Registre todo o movimento do consultório

Dependendo do sistema de controle financeiro aplicado no consultório, pode ser cansativo registrar todos os detalhes do movimento financeiro, mas é de extrema importância para que o profissional saiba de onde está vindo e para onde está indo o dinheiro.

Só é possível manter o controle daquilo que temos conhecimento, portanto, todas as receitas e despesas devem ser organizadas em contas próprias, permitindo analisar os resultados da empresa.

Há casos em que a empresa pode ter movimento menor em determinado produto ou procedimento, mas sua acumulação mensal pode significar o lucro ou prejuízo do negócio.

 

3. Planeje em curto, médio e longo prazo  

Mesmo que você tenha um pequeno consultório, o planejamento deve ser feito para curto, médio e longo prazo. Mantendo o controle financeiro da sua clínica ou consultório odontológico dentro dos parâmetros necessários para controle, o gestor poderá fazer previsão do fluxo de caixa de forma coerente avaliando, avaliando os resultados e o que deve ser melhorado.

Com um controle financeiro efetivo, é possível planejar novos investimentos e oferecer novos serviços que permitam maior fluxo de clientes e, consequentemente, maior produtividade.

 

4. Tenha um sistema de gestão online

Uma das melhores formas de manter um controle financeiro eficiente é a implementação de um software de gerenciamento, evitando ao máximo controles manuais e anotações.

Com um sistema de gestão é possível manter todas as informações de forma organizada, sem preocupações com papéis e com esquecimentos, permitindo que o tempo otimizado possa ser aplicado em atividades mais úteis para o crescimento da empresa.

Um ferramenta que pode ser um grande aliado para o sucesso do controle financeiro da sua clínica ou consultório, é o Dental Office, um software simples, completo e fácil de usar. Para fazer um teste gratuito do Dental Office, clique aqui.

A excelência de um controle financeiro para clínicas e consultórios odontológicos exige o acompanhamento de clientes, desde o agendamento até o pagamento pelo tratamento, passando por controle de estoque, e tantos outros detalhes importantes que, se feito manualmente, certamente não serão tão fiéis à realidade.

 

5. Contrate um bom contador para sua clínica ou consultório

Assim como qualquer empresa, uma clínica ou consultório odontológico também requer um bom contador como parceiro. Desde a abertura da empresa até o acompanhamento de suas atividades, o contador é o profissional que orientar sobre todas as dúvidas financeiras-administrativas da empresa, sendo ele o responsável pela legalização do estabelecimento junto aos órgãos de fiscalização e controle, além de direcionar questões tributárias, trabalhistas e fiscais.

O contador também poderá indicar os melhores procedimentos para o controle financeiro de sua clínica ou consultório odontológico, mantendo em dia todas as responsabilidades com os tributos e as contribuições a recolher, dessa forma toda a burocracia fica organizada para que o dentista possa se preocupar com a atividade fim de seu negócio: atender os pacientes.

 

E você, como anda o controle financeiro da sua clínica ou consultório? Compartilhe sua experiência conosco, se precisar de ajuda, entre em contato.